Vantagens e desvantagens do ultrabook híbrido

Vantagens e desvantagens do ultrabook híbrido

Este post é uma contribuição da equipe do Buscapé ao TechCult.

Até a Intel surgir com o conceito de ultrabook em 2011, havia dois mundos distintos: o de notebooks e o de tablets. A junção de ambos deu origem ao que chamamos de híbrido, um aparelho que possui características tanto do tablet quanto do notebook. Portanto, o ultrabook híbrido é aquele cuja tela se move ou se destaca da base, virando um equipamento autônomo. Além disso, possui tela touchscreen e contam com a interface moderna do sistema operacional Windows 8.

Há vários modelos de marcas distintas que trabalham o híbrido de muitas maneiras. Conheça os 6 tipos diferentes de ultrabook híbrido disponíveis no mercado atualmente:

Fixa

Destacável

Slide

Gira Sobre o eixo

Giro de 360°

Duas telas

Características

É o modelo mais tradicional, possui touchpad e tela sensível ao toque. A tela é fixa.

A tela se separa do teclado. Se quiser usar como tablet, é só desconectar a tela do teclado.

Ao deslizar, a tela e teclado ocupam o mesmo espaço.

Possui uma armação que permite que a tela gire sobre o próprio eixo, deixando o vistor à mostra quando a tampa está fechada.

A tela dobra completamente, até 360°, transformando o ultrabook em um tablet.

No lugar da tampa possui outra tela, que quando fechado serve como um tablet.

Vantagens

É o ultrabook mais leve.

Portabilidade. O modo tablet é o mais leve, pois não é preciso carregar o teclado.

Portabilidade. Leve por ter tela e teclado. Qualidade de imagem e respostas precisas do touchscreen.

Grande variação de ângulos para a tela.

Transformação mais simples e prática.

É possível utilizar as duas telas simultaneamente.

Desvantagens

Usar como tablet, devido a tela fixa.

Mais para o uso de tablet.

O espaço do teclado é reduzido. Não possui trackpad

Transformação mais trabalhosa e arriscada.

Portabilidade. O teclado fica exposto na parte traseira em forma de tablet.

Consumo maior de energia e de hardware.

Os modelos que se transformam em tablet, mas que continuam com o teclado são ideais para quem precisa de um ultrabook e tablet ao mesmo tempo. O teclado sempre estará disponível para tarefas que exigem dele e para maior comodidade do usuário. Já o ultrabook destacável é indicado para aqueles que precisam do tablet em todos os lugares e que se contentam com o teclado touchscreen. É o mais leve e melhor para transportar, pois não carregam o teclado. E para usuários que não precisam de um tablet, mas utilizam muito o ultrabook, a melhor opção é o de tela fixa, leve e com ótima portabilidade.