Twitter libera anúncios políticos e de causas

Elon Musk está tornando a plataforma aberta a todo tipo de publicidade.

Twitter libera anúncios políticos e de causas
Photo by Brett Jordan / Unsplash

Em 2019, o Twitter implementou uma proibição de anúncios políticos e baseados em causas, bloqueando efetivamente políticos e organizações de anunciar em apoio a candidatos, promover medidas eleitorais ou solicitar doações.

Agora, a empresa está revertendo essa política, anunciando por meio da conta do Twitter Safety que relaxará essas regras de publicidade.

Anteriormente, quase todos os anúncios políticos eram proibidos, e os anúncios baseados em causas que abordavam temas como mudança climática ou aborto estavam sujeitos a várias restrições.

Esses últimos anúncios não podiam ser comercializados para públicos personalizados e faixas etárias, por exemplo - e, embora a conscientização sobre tópicos fosse permitida, o apoio à legislação específica não era.

O anúncio não entrou em detalhes sobre as regras de publicidade, afirmando que o plano é alinhar o Twitter mais de perto com os padrões de publicidade política de "TV e outras mídias".

Embora não esteja totalmente claro o que isso significa, vale a pena notar que os mercados de TV e transmissão que usam ondas de rádio públicas são obrigados a seguir certas regras em relação à publicidade política às quais o Twitter pode não estar sujeito.

De qualquer forma, a mudança pode ajudar o Twitter a compensar os anunciantes que saíram nas semanas seguintes à compra da plataforma por Elon Musk, que viu marcas como GM, Audi, General Mills e outras interromperem a publicidade.

Quanto ao Twitter, a empresa de mídia social diz que está fazendo a mudança de política porque acredita que "a publicidade baseada em causas pode facilitar a conversa pública sobre tópicos importantes".