Rússia ameaça bloquear Wikipédia sobre artigo relacionado a invasão da Ucrânia

Rússia alega que artigo apresenta "informações distribuídas ilegalmente".

Rússia ameaça bloquear Wikipédia sobre artigo relacionado a invasão da Ucrânia

Os editores da versão russa da Wikipedia dizem que o regulador de comunicações do país ameaçou bloquear o site.

Eles compartilharam um aviso do Roskomnadzor, que afirmava que uma página sobre a invasão da Ucrânia inclui "informações distribuídas ilegalmente", como o número de baixas militares russas e de civis e crianças ucranianas, segundo a Reuters.

O regulador exigiu que os editores removessem essa informação do artigo, que se chama " invasão russa da Ucrânia (2022) ".

Roskomnadzor disse que, se os editores não cumprirem, bloqueará toda a Wikipedia na Rússia. Atualmente, usuários novos e não registrados não podem editar o artigo para protegê-lo de vandalismo.

O artigo inclui estimativas de baixas dos governos ucraniano e russo.  Na terça-feira, incluía alegações da Ucrânia de que 352 civis e mais de 110 soldados ucranianos foram mortos, enquanto 1.684 civis ficaram feridos.

O país disse que a Rússia sofreu 5.710 baixas militares russas. A Rússia, no entanto, afirmou que dois de seus soldados e 200 soldados ucranianos foram mortos.

"A invasão da Ucrânia resultou na perda de vidas sem sentido e também foi acompanhada por uma guerra de informações online", disse a Fundação Wikimedia na terça-feira .

“A disseminação de desinformação sobre a crise em curso afeta a segurança das pessoas que dependem de fatos para tomar decisões de vida ou morte e interfere no direito de todos de acessar o conhecimento aberto”.

Acrescentou que está "trabalhando com as comunidades afetadas para identificar ameaças potenciais às informações em projetos da Wikimedia e apoiando editores e administradores voluntários que servem como primeira linha de defesa contra a manipulação de fatos e conhecimento".