Relógios G-Shock ganham coleção inspirados em grafitti

Nova coleção inspirada na cultura street.

Relógios G-Shock ganham coleção inspirados em grafitti

Street Spirit da G-Shock - o relógio mais resistente do mundo, que celebra a arte e também o início das comemorações de 40 anos da marca.

A nova coleção limitada chega incorporando nos modelos a cultura urbana, projetadas para refletir o estilo autêntico, assim como a expressão nos sprays e meios que exigem resistência.

O carimbo desde 1983 está estampado nos cinco modelos icônicos da marca reforçando a data de criação do primeiro relógio resistente a quedas.

Cada modelo desta série tem um prendedor de pulseira em aço inoxidável e recebe na pulseira e nos mostradores a inspiração do grafite. Os mais surpreendentes são o DW-5000SS-1 e o GX-56SS-1, vistos geralmente em designs básicos, recebem o colorido artístico.

Já o GM-2100SS-1A e o GM-5600SS-1 ganham pela primeira vez estampas que se estendem até as molduras de aço inoxidável, com revestimento de íons multicolorido. Cada relógio vem em embalagem em lata exclusiva com a arte de grafite relacionada ao design do relógio.

Em 78 gramas o DW-5000SS-1 ganha a estampa de grafite preta e prateada no anel do mostrador e recebe a tradicional parede de tijolos no mostrador. A resistência a água chega 200 metros de profundidade.

Conta com cronômetro, temporizador de contagem regressiva, alarme multifuncional, sinal de hora em hora, alerta de flash, luz de fundo EL com pós-brilho, calendário automático completo, formato de 12 ou 24 horas e muito mais.

O GA-110SS-1A recebe o anel em torno do mostrador de resina mista e a pulseira com uma estampa de grafite roxo, preto e branco. O alto contraste é reforçado nos ponteiros analógicos roxos e o mostrador prateado.

Além de hora mundial, com 29 fuso horários de 48 cidades, conta com cronômetro de 1/1000 segundos, indicador de velocidade, temporizador de contagem regressiva, 5 alarmes diários, sinal de hora em hora, luz LED automática com pós-brilho de 1,5 ou 3 segundos, calendário automático completo e opção de 12 ou 24 horas.

O GM-2100SS-1A conta com moldura de aço inoxidável em que o design do grafite se estende no revestimento de íons azul e preto. A pulseira é feita de resina com tinta fluorescente e possui acabamento com padrão multiangular em azul, preto e branco, marcadores laranja e ponteiros luminosos azuis.

Em suas 72 gramas, além de contar com a resistência de 200 metros, possui hora mundial de 31 fusos horários e 48 cidades, cronômetro, temporizador de contagem regressiva, 5 alarmes diários, sinal de hora em hora, luz LED dupla com pós-brilho de 1,5 ou 3 segundos, calendário automático completo, também a opção 12 ou 24 horas e o recurso de mudança de mão.

O GM-5600SS-1 também possui uma moldura de aço inoxidável com um revestimento de íons multicolorido. Em comparação com os outros modelos desta série, o design tem um visual de arte abstrata, em vez de um estilo de texto grafite, com detalhes de azul e dourado, e um toque de roxo na faixa inferior.

A pintura metálica aplicada com impressão a jato de tinta na pulseira dá uma sensação de pintura realista. Além de cronômetro, temporizador de contagem regressiva, alarme multifuncional, sinal de hora em hora, luz de fundo EL com pós-brilho, conta com calendário automático completo e formato de 12/24 horas.

O diferencial do GX-56SS-1 é a energia solar e resistência à lama. O modelo extragrande e robusto, em 55,5 × 53,6 × 17,5 mm, tem inspiração nas rochas e uma impressão de grafite azul e verde graduada. O tamanho e semelhança com o G-Shock original é o que torna a série o favorito dos fãs de todo mundo.

Conta com hora mundial de 31 fusos horários, de 48 cidades, cronômetro, temporizador de contagem regressiva, 5 alarmes diários com uma soneca, sinal de hora em hora, luz de fundo EL automática completa com pós-brilho de 1,5 ou 3 segundos, calendário automático completo.

Telas de rua

A origem do grafite é no Império Romano, onde iniciaram os desenhos nas paredes como forma de crítica. Na década de 70 se popularizou em bairros da cidade de Nova York. Inicialmente um grupo de jovens estudantes decidiu marcar as paredes da cidade com algum tipo de símbolo próprio, a partir daí, a arte tomou forma e ganha cada vez mais técnicas para a evolução. Assim o G-Shock chega de encontro com a arte pública para os admiradores das cores, da tecnologia e da personalidade.