Pesquisadores criam dispositivo laser que desvia raios e protege a sociedade

Para proteger a população e infraestrutura importante.

Pesquisadores criam dispositivo laser que desvia raios e protege a sociedade
Photo by Felix Mittermeier / Unsplash

O raio é uma fenômeno natural espetacular, mas ao mesmo tempo imprevisível e perigoso.

A sociedade tem conseguido se proteger deles por meio de pára-raios, uma invenção de Benjamin Franklin de 271 anos atrás, que capturam raios para redirecioná-los para a terra e neutralizá-los, evitando danos às pessoas e à infraestrutura.

Mas agora, quase três séculos depois, um grupo de 28 pesquisadores conseguiu criar um dispositivo, de tamanho semelhante ao de um carro, capaz de criar uma rota alternativa usando um poderoso laser para desviar os raios para o céu.

Este dispositivo dispara um milhão de pulsos de laser ultracurtos a cada segundo, formando um canal ionizado chamado filamento de laser, que desvia os raios de volta ao céu criando um caminho alternativo.

Ele dispositivo foi experimentado com sucesso na montanha Säntis, no nordeste da Suíça, ao lado de uma torre de comunicações de 123 metros de altura, que devido à sua altura é propensa a atrair raios várias vezes em um mesmo ano.

Os pesquisadores também aproveitaram a ocasião para descobrir o nível de carga elétrica com que os raios são capazes de atingir a Terra.

O sucesso do experimento em relação aos experimentos anteriores em laboratórios reside no uso do maior número de pulsos de laser, levando-os a mais de seis horas de experimentação.

Além de proteger a população das cidades, este marco também poderá preservar outros espaços, como aeroportos, estações de transmissão de energia e estruturas industriais.