Descoberta a molécula da depressão no cérebro

Descoberta a molécula da depressão no cérebro

Os cientistas identificaram uma molécula que pode ser responsável por sentimentos de depressão.

Uma das máquinas mais potentes de raios-x do mundo foi utilizada para descobrir uma proteína do receptor CRF1, que poderia ser responsável por sentimentos de ansiedade e depressão durante longos períodos de tempo.

Ele funciona em relação com o hipotálamo, libertando hormônios ao detectar as moléculas de stress. A pesquisa deve ajudar no desenvolvimento de novas e mais eficazes anti-depressivos.

“Agora sabemos a sua forma e podemos projetar uma molécula que bloqueia esta fenda e bloqueá-la para que o CRF1 torne-se inativo – acabando com a cascata bioquímica que termina em estresse”, disse o cientista Dr. Fiona Marshall.

Independent