Cientista da Dolly apoia a clonagem de mamute

Cientista da Dolly apoia a clonagem de mamute

A descoberta de um mamute bem preservado de 10 mil anos de idade abriu a possibilidade de criar um clone. Descoberto no gelo de uma remota ilha russa, os restos estão tão bem preservados que seu sangue ainda estava em estado líquido.

Ian Wilmut, o cientista por trás da criação da ovelha Dolly, acredita que a descoberta pode levar à criação de um mamute clonado.

“Eu acho que isso deve ser feito desde que nós podemos fornecer muito cuidado para o animal”, disse ele. “Se existem perspectivas razoáveis deles serem saudáveis, devemos fazê-lo. Podemos aprender muito sobre eles”.

O sangue surpreendentemente bem preservado pode ajudara obter as células-tronco do mamute, disse Ian Wilmut, o cientista responsável pela Dolly, primeiro animal clonado do mundo e pode levar a um mamute clonado.

Fox News