Aplicativo da Ford avisa motorista sobre as áreas com potencial risco para alergias

A Ford lançou um novo aplicativo de saúde para o sistema multimídia SYNC AppLink: o chamado Allergy Alert, que “avisa” o motorista sobre as áreas de potencial risco para alergias. Disponível para os Estados Unidos, o SYNC AppLink funciona para dispositivos com sistema iOS e é oferecido nos modelos 2012 do Fusion, New Fiesta, F-150, Expedition, Mustang e Shelby GT500. O aplicativo pode ser baixado gratuitamente no App Store.

“Os aplicativos móveis de saúde estão mudando a forma como as pessoas controlam a sua saúde e o Ford SYNC oferece uma plataforma que leva essa tendência para dentro do veículo”, explica Doug VanDagens, diretor global de Serviços Conectados da Ford. “O sistema SYNC AppLink com o aplicativo Allergy Alert permite aos motoristas checar rapidamente a presença atual ou próxima de pólen e outras condições de risco à saúde com simples comandos de voz, sem precisar tirar a atenção da direção.”

Alergias sazonais

Estudos mostram que 20% dos americanos sofrem com os sintomas de alergias sazonais. Essas pessoas têm o desafio de saber se os níveis de pólen estão altos ou baixos e como eles podem afetar a sua saúde a cada dia. O site Pollen.com é um serviço de utilidade pública mantido pela empresa de informações de saúde IMS Health, que fornece os dados para o aplicativo Allergy Alert.

“O pólen afeta cada pessoa de um modo diferente e o aplicativo da IMS foi desenvolvido especificamente para ajudar as pessoas em trânsito a melhorar a sua qualidade de vida”, diz Dan Barton, líder de desenvolvimento do produto da IMS Health nos Estados Unidos. “Nossa experiência com as pessoas alérgicas mostra que há uma grande procura por informações em tempo real”.

A tecnologia usada no Ford SYNC AppLink ajuda os motoristas a se preparar melhor para enfrentar os agentes alérgicos que podem encontrar pelo caminho. O aplicativo oferece informações confiáveis e atualizadas em relação ao seu destino.

Com o SYNC AppLink, os motoristas podem conectar seus smartphones e tablets no carro e, por meio de comandos de voz, saber os tipos de agentes alérgicos presentes no ambiente capazes de provocar sintomas. O aplicativo também traz um índice de risco para asma, gripe, tosse, resfriado e raios ultravioleta.

“Estamos mudando o paradigma de que os sistemas de conectividade embarcados, como o SYNC, podem ser usados apenas para fim de informação e entretenimento”, diz Gary Strumolo, gerente global de Pesquisa e Inovação da Ford. “Saúde e bem-estar são assuntos importantes para os nossos consumidores e queremos aproveitar nossa plataforma de conectividade para aprimorar a sua experiência na direção.”